Paróquia São Paulo Apóstolo festeja conversão de seu padroeiro.
07/01/2019 22:51 em Paróquias

A paróquia São Paulo Apóstolo em Itaguaí, festejará a partir do dia 20 de Janeiro a conversão de São Paulo Apóstolo, padroeiro da Paróquia.

 

A festividade iniciará com a acolhida dos seminaristas que estarão em missão pela paróquia. Do dia 21 ao dia 24h a paróquia receberá padres da Diocese de Itaguaí que presidirão a Santa Missa a partir das 19h.

A festa segue até o dia 27 de Janeiro quando haverá almoço a partir das 10h. A Paróquia São Paulo Apóstolo fica na  Rua da Glória, 55, Bairro Califórnia em Itaguaí. Para maiores informações, os interessados podem ligar para: (21) 2688 – 1615.

Veja a Programação completa:

- 20 Janeiro - Santa Missa às 19:30 com acolhida dos Seminaristas que farão missão em nossa Paróquia.

- 21 à 24 Janeiro - Santa Missa às 19:00 com Padres de nossa Diocese.

- 25 Janeiro - Procissão às 18:00 seguida de Santa Missa.

- 26 Janeiro - Grupo de Oração às 19:00.

- 27 janeiro - Santa Missa às 10:00 seguida de almoço.

   Cardápio: Arroz, feijão, farofa, salada e carne. Valor: R$10,00.

 

Conversão de São Paulo Apóstolo

A festa litúrgica da conversão de são Paulo apareceu no século VI e é própria da Igreja latina. O martírio do Apóstolo dos gentios é comemorado no dia 29 de junho. A celebração do dia 25 de janeiro tem por finalidade considerar as várias facetas do Apóstolo por excelência. Ele diz de si mesmo: “Eu trabalhei mais que todos os apóstolos…”, mas também: “Eu sou o menor dos apóstolos… não sou digno de ser chamado apóstolo”.

Apresenta, ele mesmo, as credenciais: viu o Senhor, Cristo Ressuscitado lhe apareceu, ele é testemunho da Ressurreição de Cristo, foi enviado diretamente por Cristo. É como um dos Doze. Pertence a Jesus desde aquela hora em que, no caminho de Damasco, vencido por Cristo e prostrado em terra perguntou-lhe: “Senhor, que queres que eu faça?” Paulo então passou a pregar e propagar a fé que desejava exterminar. Em poucos segundos de contato direto Jesus o transformou de ferrenho perseguidor no maior Apóstolo do seu Evangelho em todos os tempos.

Essa experiência de Cristo às portas de Damasco, que ele compara com a experiência dos Doze na Páscoa e com o fulgor da primeira luz da criação, será o estribilho da sua pregação oral e escrita. Nas suas 13 epístolas que escreveu, percebemos o efeito da graça do caminho de Damasco, impossível de entender como alucinação ou simples fato psicológico. Aí está o dedo de Deus, o milagre.

São Paulo tirou da sua experiência esta consoladora conclusão: “Jesus veio a este mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o primeiro. Precisamente por isso encontrei misericórdia. Em mim especialmente Jesus Cristo quis mostrar toda a sua longanimidade, para que eu sirva de exemplo a todos os que pela fé nele alcançarão a vida eterna”. “Conheço um homem em Cristo que foi arrebatado até ao terceiro céu. Se no corpo ou fora do corpo, não sei. Deus o sabe. Só sei que esse homem ouviu palavras inefáveis…”. (2Cor 12,2).

Extraído do livro:

Um santo para cada dia, de Mario Sgarbossa e Luigi Giovannini.

Com informações do Facebook: https://www.facebook.com/SaoPauloApostoloItaguai/

e da https://www.paulus.com.br

COMENTÁRIOS