Grupo de católicos da Diocese de Itaguaí invadem o game “Clash Royale”.
14/06/2018 - 15h25 em Mundo

Miguelbel, Cel_fidel, Jalapeno, Groou, Tereco, Dih, DK, Tiago, Guerreiro, Kammus, são alguns dos nomes escolhidos por jovens católicos para ingressarem no “Clash Royale” um videojogo de estratégia disponível para celulares.

Clash Royale é um jogo da desenvolvedora Supercell, lançado em janeiro de 2016. O game, disponível gratuitamente para dispositivos iOS e Android com conteúdo oficial pago disponível para aquisição, é uma combinação entre cartas colecionáveis, tower defense e disputas multiplayer. Essa mescla acabou resultando em milhares de jogadores engajados, formando uma grande comunidade em pouco tempo de existência e demonstrando indícios de uma nova força nos eSports.

O jogo foi nomeado e vencedor na categoria de Best Upcoming Game (Melhor Próximo Jogo) na 12th IMGA - International Mobile Gaming Awards (Prémios Internacionais para Jogos de Celular) que se realizou em São Francisco, EUA no dia 15 de Março de 2016 no 111 Minna Gallery para Nokia.

Os nomes escolhidos pelos jogadores podem ser de uma sátira a uma homenagem, mas nunca, em nenhuma hipótese os nomes reais devem ser revelados. E isso é lei no Clã “Amigos do Clash” que tem até grupo no whatsapp para tomar decisões. 

Segundo Guerreiro, líder e criador do Clã “Amigos do Clash" (#99OUL280), “o jogo vem servindo para afinar laços de amizades, criando um ambiente de harmonia entre os integrantes que estão na Missa, participando de pastorais e eventos. Esse vínculo ajuda na permanência dos membros nas suas atividades religiosas. Não é o Centro, mas nos ajuda a continuar na busca diária pelo Centro que é Cristo na Eucaristia.”

É importante ressaltar que em excesso jogos eletrônicos podem fazer mal a saúde, por isso, é importante que você participe com sobriedade e sabedoria. Separem um tempo para isso sem que atrapalhe as suas atividades diárias de relacionamento com a família, com a Igreja e com o irmão.

 

 

COMENTÁRIOS