A Igreja na Flip em Paraty
01/08/2017 10:38 em Diocese

E a Flip chegou, mais uma vez, modificando o cenário da cidade,  que passa a respirar os bons ventos, instigantes e muitas vezes mordazes, da arte e literatura mundiais. Nosso povo paratiense está ali, nos trabalhos temporários, unindo-se ao time da Flip para fazer o que bem sabe: receber e acolher pessoas que vem dos mais distantes lugares. Por esses dias, lojas, restaurantes, pousadas e o comercio de rua revitalizam-se e no espaço exclusivo da Flip, vidas diferentes se entrelaçam, num intercâmbio gentil e saboroso. É a Flip da diversidade, ouve-se falar no telão.

Em período de crise, ela teve que se comprimir e não pode ostentar, mas nem por isso deixou de ter seu brilho. Neste novo cenário, a Igreja Matriz Nossa Senhora dos Remedios tem lugar de destaque, pois é para ela que convergem autores e obras, ideias e pensamentos. É Deus , que não faz acepção de pessoas,  recebendo a todos como filhos, não para orações, mas abrindo espaço para que se fale sobre tudo que norteia o mundo moderno: alegrias, dramas, amores e dores, miserias, injustiças,  anseios e devaneios. Sem temor algum. Afinal, não há nada que possa surpreender a Deus, autor de todas as coisas e conhecedor das miserias humanas.

Sem altar nem sacristia,  o majestoso predio da igreja Matriz ganhou palco e uma plateia com 450 lugares. As missas, por esses dias, são na Igreja do Rosário e as comissões de festas  aproveitam a presença de tantos visitantes para vender doces e salgados, juntando verba para suas novenas.

O que para alguns é estranho, a igreja servir de local para tal evento, näo tem surpreendido os frequentadores. Há os palestrantes que gostam de fazer a referência “estamos na igreja”, como a pedir desculpas por alguma declaração mais ousada e há também os que se animam a alguma brincadeira mais jocosa. Mas não tem falta de respeito. Pelo contrário.

Foi no auditório da Matriz que o escritor portugues Frederico Lourenço, durante a mesa Odi et Amo, fez a leitura da parábola do Filho Pródigo no original grego. Um primor! Na Flip ele lança o livro da Biblia com os evangelhos do Novo testamento, numa versão do grego para o português. Muito bom, para quem em anos anteriores procurou a Biblia nas prateleiras da Flip, sem nenhum sucesso.
Ainda não acabou, o evento vai continuar até domingo e gostamos de crer que ainda teremos outras boas surpresas.
 
Texto e fotos: PASCOM Mara Bernardes
COMENTÁRIOS